terça-feira, 25 de agosto de 2009

cedo

Todas as manhãs que acordo ao seu lado são de uma beleza imensa. Acho que é pelo fato de que todas essas manhãs são repletas de olhares, sorrisos e mãos... Sem nenhuma palavra.
E não me importa se são cinco da manhã, por você acordaria até mais cedo só pra ficar horas na preguiça dos seus braços, nos carinhos que nunca acabam, nas bocas que se beijam, e nos olhos que me fitam.
E quando o despertador enfim tocar, as sete da manhã, tocando aquela música que você detesta "Please don't stop the music...", eu vou rir da sua cara fechada e você mais do que de pressa vai rir também, me beijar mais um pouco, cheirar os meus cabelos como sempre e vai se levantar, ainda meio tonto, esfregando os olhos e acendendo a luz minha cara.

7 comentários:

literaturapessoal disse...

Eu gosto dessa realidade moderna romântica.

=***

Leonardo Fardim Javaris disse...

caraca dani, esse coração seu hem, como sempre erradiando amor, acho q sei pq gosto tanto de vc, seu coração é grande...
bju do seu amigo bobo. : )

la fille au verre d´eau disse...

ai ahco tao bunitinho
*-*
gosto de gente apaixonada!
=)
beijo pingüinha!

Paixão, M. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Paixão, M. disse...

ô coração bonito :)

saudade de sentir coisas assim! tenho que tomar cuidado pro meu coração não se acostumar com a comodidade de estar vazio do problema bom de ter alguém... rs

lindo, bonita...

beijos!

Flávio Borgneth disse...

Isso de rotina é coisa das mais perto entre dois. Acordar, por exemplo, é um calo da monotonia que virou brinco na tua mão contadeira. Gostai, volto!

Dani Almeida disse...

Me vi escrevendo este texto, sabia? OBRIGADA!